quinta-feira, 17 de maio de 2012

pirulito que bate bate

“Não sei o que está acontecendo com este cachorro, mas ele está derretendo. Vai sumir desse jeito.” Com essas palavras, minha mãe alertava sobre a pele do cachorro recém-adotado.

De fato, o bichinho, que tinha no máximo dois meses, estava com sarnas pelo corpo inteiro. E a pele soltava-se quando passávamos os remédios.

Foi encontrado na rua. Estava todo encolhido e muito fraco. Nem chorava, como costumam fazer os filhotes deixados sozinhos.

Daí o veterinário receitou cálcio.

E ele cresceu. Foi apelidado de Pirulito, que tornou-se seu nome oficial.


Cresceu.


Cresceu mais um pouco.


E hoje cá está. Bem grande. Sempre que quer atenção, olha com cara de “coitado”.


Também é forte. Não há quem consiga passear com ele na rua. A última tentativa da minha mãe terminou com ela sendo arrastada por quase um quarteirão. Detalhe: sentada, já que não conseguiu ficar em pé. “Tive vontade de soltá-lo. Cachorro tonto”, brinca ao lembrar-se da cena.

Engraçado que ele sabe quando tem que ser cuidadoso. Prova disso é a forma com que trata os cachorros menores, quase que os acariciando com sua pata e focinho enormes. Delicadeza ausente no trato com os maiores.

 
Está sempre sorrindo (sim, os cachorros sorriem) e disposto a brincar. Não fica magoado por ficar tanto tempo sozinho em seu canto, sem nossa presença. Aliás, sempre faz festa quando nos vê.


Canto para ele: “Pirulito que bate bate. Pirulito que já bateu. Quem gosta de mim é ele. Quem gosta dele sou eu.” Ele adora. E fica dando voltas e voltas em torno das minhas pernas.

Então, não é fácil ser feliz?

9 comentários:

  1. Muito lindo este cachorrinho!!! Grande, mas com o jeitinho de crianca! :-)

    ResponderExcluir
  2. CLARO QUE E FACIL SER FELIZ !!!!! E SO TER AMOR NO CORACAO E DOAR ESTE AMOR COMO VCS FIZERAM A QUEM REALMENTE MERECE !!!!
    TODOS OS INOCENTES COMO ELE, COM CERTEZA MERECEM !!!
    QUE DEUS AS ABENCOE !!!!!
    DORIS

    ResponderExcluir
  3. Nós parabenizamos e agradecemos à voces pela iniciativa, nao ficando indiferentes ao sofrimento destes seres puros e inocentes!!!
    José e Juan Salmeron

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, são eles que nos acolhem, não? Muito obrigada :-)

      Excluir
  4. É fácil, sim, ser feliz, e eles nos ensinam isto. Nem sei exatamente como cheguei ao seu blog (coisas das navegações internáuticas...rsrsr), mas gostei e já encontrei outra afinidade com você: os peludos. Vou continuar por aqui, com sua licença! bjk

    ResponderExcluir
  5. Que texto gostoso de ler... sim, eu concordo... eh facil ser feliz e simples tbm. Mas infelizmente nem sempre vemos assim, o bom seria se conseguissemos enchegar isso sempre. A vida seria melhor. Fico muito triste com o sofrimento dos animais, muito mais do que com dos seres humanos, pois eles nada fizeram para sofrer, e há um monte sofrendo por causa dos humanos. Abraços.

    ResponderExcluir