quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

o mágico de oz


Momento nostalgia das festas de fim de ano durante a infância. Lembro-me que sempre assistia ao "Mágico de Oz" na noite de Natal. Após a ceia, todos iam dormir e eu ficava na sala encantada com Dorothy, Totó, Espantalho, Lenhador de Lata, Leão, os Munchkins e “Over The Rainbow”. E assim minhas noites natalinas terminavam mais felizes e mágicas. Passados muitos anos, ainda guardo esses bons momentos. Mas até agora não tinha lido a história. Conhecia-a apenas por meio do filme. Por isso, não resisti quando no último passeio do ano pela livraria encontrei esta edição da Zahar. Além do texto integral, traz dois interessantes artigos. Neles, e também nas notas de rodapé, conhecemos detalhes e curiosidade dos personagens e do autor, L. Frank Baum. Para fechar, ilustrações de W. W. Denslow, feitas para a primeira edição do livro. Encantador. Entretanto, o filme continua muito presente. Tanto que veio junto no pacote. Embora as explicações nos ajudem a entender melhor as intenções do escritor, nada como se debruçar no texto livre de interpretações. Adotando o conceito da semiótica peirceana, ficar somente na primeiridade, que é o acaso, a possibilidade, o sentimento e a liberdade. Sem conclusões. Feliz 2014 :-)

Primeira ilustração


Nenhum comentário:

Postar um comentário