sábado, 27 de dezembro de 2014

o presente do meu grande amor

Queria terminar o ano lendo belas histórias de Natal. Sabe Natal do hemisfério norte, com neve, frio e muitos pinheiros enfeitados? Pois é. Daí dei de cara com ‘O presente do meu grande amor’ na livraria. São 12 contos organizados pela escritora Stephanie Perkins. Ela mesma assina um deles, ‘É um Milagre de Yule, Charlie Brown’. Em comum, todos trazem neve e adolescentes apaixonados que vão salvar as festas, o que faz da coleção um young adult natalino. Isso me decepcionou. Não era exatamente o tipo de literatura que esperava. Com exceção de um ou outro conto, a leitura não empolgou. Mas dois se destacaram pela sutileza. ‘Anjos na Neve’, de Matt de La Peña, conta os dias de fome de Shy, filho de mexicanos em Nova York. Até que uma bela moça aparece e lhe oferece o melhor jantar da sua vida. Bonitinho. Gostei ainda de ‘Bem-Vindo a Christmans, Califórnia’, de Kierten White, que também traz mexicanos. Lá, um cozinheiro parece saber exatamente qual prato vai alegrar cada um de seus clientes. Muito, muito parecido com o delicioso ‘A senhora das especiarias’, da indiana Chitra Divakaruni, e com o filme ‘Chocolate’ (2000), dirigido por Lasse Hallström. Todos são seduzidos por aromas e sabores, afinal.

Alguns contos tentam o estilo fantástico, mas acabam se perdendo no caminho. Acredito que a tradução não tenha ajudado a entender certas passagens. Aparentemente, o livro foi para a gráfica às pressas, sem revisão detalhada. Mas serve para alimentar o clima festivo e sensível. Lembrou ‘Deixe a neve cair’, reunião de três contos de Maureen Johnson, John Green e Lauren Myracle, que li nesta mesma época ano passado.

Agora, se quiserem mesmo se emocionar, leiam ‘A pequena vendedora de fósforos’, escrito em 1845 pelo dinamarquês Hans Christian Andersen. Lá o final surpreende pela realidade. Belíssimo, diga-se de passagem. Mas triste toda vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário