domingo, 12 de maio de 2013

um livro chama outro. e outro.

E quando você  não quer terminar de ler o livro? Afeiçoou-se tanto a ele que o iminente fim da história lhe deixa um vazio. É quando começa a busca por outros títulos do mesmo autor. Algo que traga novamente a sensação de amparo que os bons livros conseguem dar. São eles os melhores conselheiros. Sem serem invasivos. Sem julgamentos. Dizem apenas o que queremos ouvir, afinal a interpretação é nossa. Livre, desinibida e muito, muito particular.


Nenhum comentário:

Postar um comentário